domingo, 17 de fevereiro de 2013

Volta Para Casa Parte 1 - Móveis/Apartamento/Golpe


Continuando com os posts atrasados, um assunto que a gente também achou legal deixar registrado é sobre a viagem de volta, todos os preparativos, documentação, histórias e etc. Como nós passamos um ano nos Estados Unidos a gente tinha muita coisa para resolver antes de voltar. Nesse post a gente vai falar de como foi para vender a nossa mobília e se livrar do apartamento que a gente estava morando.

A primeira coisa que a gente começou a fazer para se preparar foi vender os nossos móveis e transferir o aluguel do apartamento. O contrato que nós assinamos pro apartamento era de 1 ano. Como a gente ficou só 6 meses nele, precisávamos encontrar alguém para transferir o restante do contrato ou então pagaríamos uma multa bem salgada. Fizemos anúncios em alguns sites como Craigslist.com, classificados do annarbor.com e em outro site que eu nem lembro mais qual foi. A maioria dos interessados apareceu pelo Craigslist. Depois de algumas visitas das quais ninguém quis fechar a gente começou a ficar preocupado, já que não contávamos com a possibilidade de pagar a multa. Felizmente, aos 45 do segundo tempo, apareceu um casal que estava com pressa para se mudar e resolveu tudo tranquilamente. Passei tudo pro nome do cara no Leasing Office do condomínio que a gente morava e acertei com ele como ficaria a divisão do aluguel do mês de janeiro.

Ao mesmo tempo nós ficamos anunciando aos poucos a mobília que a gente tinha em casa. Vendemos quase tudo, só sobraram algumas coisas pequenas que a gente precisou até o último dia. Aliás, foi vendendo móveis que nós quase fomos vítimas de um golpe no Craigslist. Quem já usou ou ouviu falar do site sabe que ele não é 100% confiável, sempre tem gente querendo aplicar golpes. O que a gente nunca imaginou é que isso fosse acontecer enquanto nós estávamos tentando VENDER coisas.

Bom, a tentativa de golpe foi assim: Eu coloquei o anúncio pro nosso sofá no Craigslist. Alguns dias depois um cara mandou um e-mail com uma história muito esquisita falando que queria mobiliar o escritório dele, mas queria economizar, e por isso estava comprando coisas no Craigslist. Ele pediu o endereço e nome completo para que a SECRETÁRIA dele pudesse enviar um cheque e solicitou que a gente retirasse o anúncio do site porque ele estava se comprometendo a comprar. Depois que o cheque chegasse nós avisaríamos ele e então ele enviaria um caminhão com um carregador pra buscar o sofá. De cara a Nandinha ficou logo desconfiada. O cara tinha uma secretária e dinheiro para pagar um carregador e queria economizar na mobília? Mão-de-obra nos EUA é coisa cara, se o cara estava gastando com um carregador é porque no fim das contas o sofá ia sair praticamente no preço de um novo.

A Nandinha ficou o tempo todo falando que estava tudo muito esquisito, mas eu quis continuar para ver no que ia dar. Eu dei o OK pro cara dizendo que poderia enviar o cheque. Porém, no dia seguinte o cara mandou outro e-mail falando que a secretária dele cometeu um erro. O cheque deveria vir no valor de 180 dólares (o preço anunciado do sofá), mas ela havia enviado erroneamente um cheque de 1950 dólares. Ele pediu desculpas pelo erro, falou que ela ia ser punida. Daí ele disse que como o cheque já havia sido emitido no meu nome com um valor errado, ele ia precisar da minha ajuda. Falou que confiava em mim e queria que eu depositasse o cheque de 1950 dólares na minha conta e sacasse 1670 dólares para que eu entregasse ao "carregador" no dia que ele viesse buscar o sofá. Daí a gente ficaria com os 180 dólares do sofá e mais 100 dólares de bônus pelo transtorno causado.

Quando nós lemos esse e-mail a certeza veio logo. É golpe. A gente só não conseguia entender que tipo de golpe era esse. Daí eu fiz uma busca rápida no Google sobre "craigslist scams" (golpes do craigslist). Não demorou muito e eu achei várias pessoas falando sobre um golpe bem famoso que era o mesmo que estavam tentando aplicar em nós. O comprador se compromete a mandar o cheque, daí ele "sem querer" manda um cheque com um valor mais alto. Ele pede a ajuda do vendedor pra sacar o restante que veio a mais em forma de dinheiro ou gerar um novo cheque pra ele. Daí a pessoa vai lá na maior boa-fé, deposita o cheque, saca o dinheiro pro cara e ainda dá o seu bem que estava vendendo pro tal "carregador". O problema é que os bancos nos EUA demoram para analisar se um cheque é verdadeiro ou se tem fundos. O dinheiro cai na sua conta, mas fica como "pendente". Quando o banco analisa o cheque, eles percebem que é falso e daí todo o dinheiro que estava como pendente na sua conta é retirado do saldo. Até o banco fazer isso demora quase uma semana. Até lá você já sacou do seu dinheiro pra dar o "troco" pro comprador atrapalhado, já deu o dinheiro e o que você queria vender pra ele e quando você percebe já era. Nem o banco nem ninguém te restitui, fica no prejuízo mesmo.

A gente descobriu o golpe antes de fazer qualquer coisa, mas o cara já havia enviado o tal cheque. Resolvemos mandar um e-mail pra ele avisando que eu pesquisei um pouco na internet e descobri que ele estava aplicando um golpe. Eu disse que eu era estrangeiro, mas não era otário, já que eu tenho que lidar com pilantras do nível dele todos os dias no Brasil, e que ele na realidade era bem iniciante. No fim falei que ia encaminhar o cheque falsificado pro FBI. Claro que não mandei cheque nenhum pro FBI. A última coisa que eu quero é me envolver com esse tipo de treta num país estrangeiro. Depois dessa o cara sumiu e não falou mais nada. O cheque chegou dois dias depois e a gente guardou ele de lembrança.


Cheque Falsificado

3 comentários:

  1. Eai, Luiz, beleza?
    Cara, antes de tudo, parabéns pelo blog! Muito bom mesmo! Li quase todos os posts ja haha

    Então, eu acabei de ser aprovado na Kettering e queria saber de você o que achou de lá, especialmente de Flint. To meio preocupado porque o que mais vejo de lá é que é uma cidade bastante violenta e tal..
    Por isso queria saber a opinião de quem já passou um tempo lá!

    Valeeu!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala João, beleza?

      Obrigado pela visita! Fico feliz em saber que meu blog ajuda os futuros estudantes da Kettering.

      Em primeiro lugar, sobre Flint. Eu tive essa mesma preocupação que você está tendo agora. Antes de sair do Brasil eu li sobre Flint e só encontrava desgraça e notícia ruim. A cidade é sim violenta, tem tiroteio, tem um alto índice de desemprego e coisas do tipo. Mas isso não vai afetar em nada a sua vida por lá. A violência urbana no Brasil ainda é pior e nós brasileiros já estamos acostumados com isso e sabemos como evitar. É só não sair andando lá a noite sozinho, não pegar ônibus para locais perigosos.. cuidados normais que você toma em uma cidade que você não conhece. Além do mais a área onde fica o campus da Kettering é super segura, todos os alunos andam por ali e nunca ouvi falar de nenhum incidente. A polícia de Flint está sempre passando por lá também.

      A Universidade tem praticamente tudo que você precisa. Quando precisar fazer compras ou resolver alguma coisa fora do campus, pode pedir carona para os alunos brasileiros mais antigos (se ainda tiver alguém lá), pode pedir carona para os americanos ou até pra algum funcionário.

      A principal diversão por lá são as festas de fraternidade. Todo fim de semana tem. É só fazer amizade com um aluno americano e eles te passam onde e quando. Muitos oferecem carona, já que a maioria das fraternidades é fora do campus. Vocês vão aprender a se virar se quiserem sair lá sem carro.

      Mas depois de um tempo sugiro que você ou algum dos outros brasileiros comprem seu próprio carro. Vai ajudar demais a vida de vocês. A vida noturna de Flint é limitada e com um carro vocês podem viajar para as cidades próximas no fim de semana para irem a outlets, shows, restaurantes, etc.

      Agora se você me perguntar o que eu achei de Flint, eu achei a cidade uma merda, é claro. Não tem muito o que fazer. Eu passei só 3 meses lá e depois mudei para Ann Arbor. Mas como eu falei, tem opções em volta da cidade e a qualidade da Universidade compensa a cidade ruim.

      Abraço e boa sorte!

      Excluir
  2. CARACA!!! Que doideira!!
    Nunca pensei que dava pra tomar golpe vendendo coisas e não comprando...

    Bom retorno pra vcs!! :))

    ResponderExcluir